Feeds:
Posts
Comentários

Archive for outubro \27\UTC 2007

MarcelopbHail Bluesmaníacos! Bluestamontes no Bar Burburinho, mais uma vez animando uma véspera de feriado.

Desta vez, convidamos nossos amigos da Pura Pin-Up (Anísia Uchôa) para fazer a abertura do show, com muito rock´n´roll e MPB de primeiríssima (Bluestamontes indica) 😉

Pinta lá! Se você não sabe como chegar ao Burburinho, clique aqui para saber tudo

Os shows começam às 22:00hs, a entrada, como sempre vai estar por R$3,00, e se for que nem nossa última véspera de feriado, a noite vai ser astral.

Download MP3

Quinta Blues nev 2007

Anúncios

Read Full Post »

Put on ya Boogie Shoes…

Show Burburinho

Em plena véspera do dia das crianças, a Bluestamontes tocava uma versão blues para um clássico dos dancing days da KC and Sunshine Band, Boogie Shoes, no Bar Burburinho, no Recife Antigo

Um legítimo paparazo bluesmaníaco com câmera de celular, resolveu fazer este registro live e publicar no Youtube (valeu!).

Destaque para a bela e bluesy careca surgindo no topo da cabeça del Rico (pero muy rico) “Bluesman” … 😉

O video para na metade da música, pois logo depois a banda começou a dançar de forma excessivamente sensual para ser publicado neste blog (peguntem a quem estava lá…)

Se você mora em Recife e Região Metropolitana, envie uma mensagem SMS (torpedo) para 81 91297346 com a palavra “blues”, para receber a agenda de blues Bluestamontes e promoções exclusivas em seu celular (vc pode enviar via web clicando aqui e seguinto até o rodapé do site da Claro Idéias, desde que inclua corretamente seu número de celular)

Read Full Post »

Howling WolfEm um dos primeiros shows da Bluestamontes, no saudoso e sempre alto astral Bar do Xexéu, não pude evitar minha quase bluesy indignação, quando ao chegar na portaria para entrar na casa, ouvi dois rapazes com cara de roqueiro motoqueiro conversando, e decidindo se entrariam ou não no show.

Um deles dizia:

“- Acho melhor ir pra outro pico… Hoje vai rolar uma música calminha aí… É blues…”

Pois é… Se você já ouviu o Bluestamontes ao vivo, sabe do que estou falando.

Se há algo que realmente me incomoda na forma como o Blues ainda é divulgado por aí, é esta inerte imagem de música de estilo refinado, música para restaurante e whisky bar, ou talvez reclusa a apresentações em centros culturais e festivais de jazz.

Aliás, vale ressaltar que, apesar de o Blues ser um dos embriões básicos do Jazz moderno, antes de se fazer esta distante ligação entre Jazz e Blues, é preciso lembrar que os filhos mais imediatos do Blues, quando falamos de conceito, harmonia, escalas musicais, estilo de vida e atitude, são o Rock, o Soul, o Rap (ainda que tenha vindo de volta à cultura americana via Jamaica) e o Reggae.

O Blues como o conhecemos, com guitarras, pianos, gaitas e outros instrumentos de timbres rústicos, nasceu a partir do momento em que uma classe trabalhadora empobrecida e oprimida, sem espaço nas rádios dominadas pelas elites brancas e nem atenção do mainstream, resolveu fazer sua própria música, nas ruas e nos clubes, utilizando apenas duas ou três notas básicas, e tocando em instrumentos velhos e baratos.

Só posso me lembrar de um outro momento na música popular em que este mesmo conceito de expressão foi evocado, e com toda certeza foi no movimento Punk Rock do final dos anos 70, com bandas como Velvet Underground (do Lou Reed), Ramones, Stooges, New York Dolls e Sex Pistols.

O Blues legítimo de caras como Robert Johnson, Howling Wolf, T-Bone Walker, John Lee Hooker, se tocado com instrumentos modernos e potentes, certamente se parecerá mais com o Hard Rock do Led Zeppelin ou com os textos quase falados do Lou Reed (justamente utilizado como participação especial na série Blues de Martin Scorsese – disponível em DVD) do que com o Jazz dos festivais patrocinados pelas grandes corporações e vendidos em CDs importados nas elitistas mega-livrarias.

De fato, as novas gravações do legítimo e vivo Blues feito pelos seus artistas mais puros (Como Lil´Ed), dificilmente ultrapassam os domínios de suas próprias cidades, lançadas por pequenos selos geralmente independentes ou de propriedade de pequenos bares especializados nos Estados Unidos que os vendem a seus freqüentadores.

Então, meu amigo… Blues é música de preto, de favelado… Ooops… Mas quando toca, ninguém fica parado. E fala mesmo de balançar a bundinha (Shake Shake Babe), de chavecar as tchuchucas (Boom Boom Boom) e dar um tapa na peteca (Rock Me Babe, Rock Me All Night Long).

Provavelmente, você tenha uma coleção de Jazz tão grande quanto a minha, e goste um montão de música classuda, easy listening, coisa fina merrrrmo… Mas… Justiça seja feita, quando for a um show de blues, vá dançar, gritar e namorar (na mais leve das hipóteses).

Blues é sempre pancadaria, mesmo que seja apenas sentimental. 😉

Enjoy it! :))

* Na ilustração, Howling Wolf.

Read Full Post »

Rico pbNesta Quinta, 11 de Outubro, véspera de feriado, o Burburinho vai pegar fogo com a Bluestamontes Blues Band e seus convidados surpreendendtes e ocasionais 😉 … Você não vai perder, vai? 😀

Pinta por lá, e avisa seus amigos bluesmaníacos…

Vamos tocar clássicos do Blues e alguns Countries bem legais.

Ainda não sabe o nde fica o Burburinho? Clique aqui…

A entrada, como sempre, vai estar por R$3,00.

Download MP3

burburinho 11 out 2007

Read Full Post »

House of the risinhg sunUma das músicas mais aplaudidas pelos bluesmaníacos nos shows dos Bluestamontes é “The House of The Rising Sun“.

Sim, respondendo às tantas perguntas que ouvimos a cada show, a respeito deste country/blues soturno, é claro que podem esperar para um futuro breve uma versão original desta canção gravada pelos Bluestamontes, ainda que seja improvável superar sua mais famosa versão, lançada por The Animals (Junho de 1964 no Reino Unido, e dois meses depois nos USA)!(atualização… Você pode baixar a versão da Bluestamontes clicando aqui)

Com esta canção, os Animals conseguiram alcançar o topo das paradas nos dois países, e fizeram parecer que um grande astro da época como Bob Dylan haveria gravado um cover de sua música (mas na verdade, Dylan a gravou antes).

Antes dos Animals e de Dylan, in fact, muitas versões desta canção, com nomes ligeiramente diferentes e diferenças imensas nas letras e na forma de tocar já haviam sido lançadas por gente como Woody Guthrie e Leadbelly (este para quem não está ligando o nome à pessoa, foi o cara que lançou aquele blues/country regravado no acústico do Nirvana “Where Did You Sleep Last Night” – que também estará no repertório da Bluestamontes).

No Folk, Country e Blues, é bastante comum que estas músicas evoluam melodicamente e que se façam alterações em suas letras, a cada nova versão gravada.

O motivo? Explico… Muitas delas (assim como The House of The Rising Sun) são canções tradicionais, de autor desconhecido, passados de geração para geração, muitas vezes vindas ainda da Irlanda e da Inglaterra.

Grande parte dos clássicos dos blues, folk e country vêm desta tradição medieval trovadora (a mesma tradição européia que gerou o repente e os ritmos de forró), e se misturaram e evoluíram através de versões que fundiam suas melodias européias às batidas dos velhos instrumentos tocados pelos negros americanos que impunham suas bluesy influências ritmicas e melódicas vindas da cultura africana e dos cantos evangélicos americanos, ou até tentando emular as batidas frenéticas de bandas (fanfarras) de tradição francesa de New Oleans. (E assim, surgiam o country, jazz, soul, blues e os embriões do reggae e do RAP entre tantas outras vertentes, mas esta história é bem longa e fica pra um outro post… 😉 )

Em cada regravação, os intérpretes fazem sua própria versão da letra, até mesmo para marcarem seu território (pois é… Gatos e cachorros fazem xixi, artistas de blues mudam a letra das músicas) baseada em suas jam sessions, e na idéia básica do tema da canção.

Taí… Bluestamontes também é cultura… 😉

Ainda não ouviu “The House of The Rising Sun” ? Visite a rádio UOL em e faça uma busca com o nome da música… (surgirão várias versões)

Venha ouvir The House of The Rising Sun nesta Quinta dia 04 de Outubro, no Bar Burburinho, com Bluestamontes Blues Band (mais informações, logo abaixo) 😀

Read Full Post »